quarta-feira, 14 de junho de 2017

Triple-A ou Indie?

Na conferência da Microsoft na E3 2017, fomos bombardeados de jogos Indie e poucos jogos Triple-A, nada contra jogos Indie, que por sinal está em crescente no mercado, seja por sua história, trilha sonora e/ou qualidade gráfica.

O que falar de Limbo? Little Nightmares? Super Meat Boy? Hotline Miami?
São jogos que merecem o nosso respeito, pela arte que envolve todos eles.

Por outro lado, temos os Triple-A. Grandes produções de jogos que envolve muito dinheiro e profissionais de auto nível, exemplo de GTA 5, que ultrapassaram o valor de 137 milhões de dólares. Quer outro? O orçamento para o marketing e produção de Destiny é de $500 milhões, o que ultrapassa Grand Theft Auto V como o jogo mais dispendioso da história dos videogames.

Retrocedendo no assunto, os jogos de grande produção que será lançado em 2017 para família Xbox (Xbox One, Xbox One S e Xbox One X), é o Forza Motosport 7 e Crackdaonw 3.

Do outro lado, temos o Gram Turismo Sport e Uncharted: The Lost Legacy, exclusivos de PS4 que serão lançados em 2017.

Mas olhando para o futuro, vimos que o PlayStation está com as cartas.
São jogos que nem possuem data de lançamento, mas só de saber que chegará um dia para a plataforma, já está de bom tamanho. São eles: God of War (chegará no início de 2018), Spider-Man (Parece ser o melhor de todos), The Last Of Us: Part 2 (Uma das continuações mais aguardas de todo os tempos), Death Stringer (Só de saber que está em produção pela Kojima Productions já nos deixa tranquilo), Days Gone (Vamos aguardar), Detroit: Become Human (Tem uma proposta muito boa).

Olhando para o futuro do Xbox, vimos Sea of Thives e State of Dacay 2. Além dos jogos que serão lançados em 2017: Cuphead, Forza Motorsport 7 e Crackdown 3.

CONCLUSÃO:
São poucos jogos indie que o nome do jogo fica gravado na cabeça do jogador, e nessa porrada de jogos indie anunciados pela Microsoft, vamos torcer para que muitos ficam gravados em nossa memória.

Por que os jogadores não esquece os nomes Halo e Gears? Porque são jogos de grandes produções. E é disso que a Microsoft precisa com um console tão poderoso na mão. Jogos exclusivos que desfrute todo o poder dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário