quarta-feira, 19 de abril de 2017

Autor dos livros de Witcher acha que os jogos estragaram seu mercado

O autor da franquia The Witcher, Andrzej Sapkowski, não é conhecido por ser a pessoa mais agradável do mundo. E apesar de dizer que não tem nada contra a indústria dos games, vem afirmando que os jogos estragaram seu mercado e não que ajudaram nas vendas, ao contrário do que o mundo poderia imaginar.

Em entrevista para o Waypoint, Sapkowski comentou, entre outras coisas, que ele que fez os jogos ficarem populares, e não o inverso, que é o que a CD Projekt RED quer fazer todo mundo acreditar.
  • A crença, amplamente espalhada pela CD Projekt RED, que os jogos me fizeram popular fora da Polônia é completamente falsa. Eu fiz os jogos populares. Todas as minhas traduções para o ocidente, incluindo para inglês, foram publicadas antes do primeiro jogo.

Mas a polêmica não termina aí, já que Dmitry Glukhovsky, autor da franquia Metro 2033, discorda muito e tem um jeitinho todo especial de expor isso:
  • Eu acho que ele está totalmente errado e que ele é um filho da puta arrogante. Sem a franquia de jogos, a série Witcher nunca teria essa quantia insana de leitores internacionais que tem. E não é só sobre a imprensa de games e o barulho que isso cria, é o sentimento de algo bom, grande e impressionante saindo. Isso atraiu as pessoas. Ele teria continuado um fenômeno local do leste europeu sem isso, mas ele nunca teria chegado ao ocidente. E o mesmo vale para meus livros do Metro.

Glukhovsky afirma que viu no interesse da 4A Games uma oportunidade e não uma ameaça ao seu trabalho.
  • Decidi usar esta oportunidade para contar meu próprio tipo de história e eu não julgava, de forma alguma, vídeo games como um perigo para minha preciosa propriedade. Foi o contrário, eu pensei que seria uma grande oportunidade para promover a franquia toda. E isso é exatamente como as coisas funcionaram.

Ele também elogiou o resultado do jogo, mesmo que não tenha seguido completamente seu trabalho original.
  • Se você está trabalhando com pessoas talentosas, apenas dê liberdade de criação para que eles interpretem sua história. Eles tinham o primeiro livro como uma inspiração e eles mais ou menos seguiram as linhas do primeiro livro. Fizeram um ótimo trabalho. Eu acho que Metro 2033 é o primeiro shooter 3D lírico, sentimental e filosófico.

The Witcher III: Wild Hunt foi lançado em 2015 para Xbox One, PlayStation 4 e PC. Atualmente o jogo já vendeu mais de 10 milhões de cópias.

Já Metro: Last Light foi lançado em 2013 para PC, Playstation 3 e Xbox 360, recebendo uma versão remasterizada, Metro Redux, em 2014 para PC, Xbox One e PlayStation 4.

Texto escrito por Jefferson Sato do site JovemNerd

Nenhum comentário:

Postar um comentário