terça-feira, 14 de junho de 2016

God of War: Primeiros detalhes

Cory Balrog, Diretor criativo do novo God of War, confirmou que o novo jogo da franquia segue para a mitologia Nórdica e que procura pensar de forma diferente e fresca o gameplay tradicional.

O jogador vai controlar Kratos durante todo o jogo, em uma história que ocorre vários anos após o final visto em God of War 3. Esta será uma experiência muito mais íntima na qual o jogador terá muito maior controle. Será tão acessível quanto os anteriores mas o gameplay será totalmente diferente.

Balrog confirmou que este God of War será enorme mas não será um jogo em mundo aberto e que no futuro teremos mais informações sobre o restante do elenco de personagens. Como está previsto para chegar apenas em 2017, não existem pressas em anunciar mais nesta E3.

Foi ainda referido que os Quicktime Events estarão presentes mas de uma forma diferente da dos anteriores.

Entrevista do Cory Balrog:

"A mudança é uma parte essencial da vida. Em desenvolvimento criativo, a mudança é, muitas vezes, a fagulha explosiva que transforma bom o bastante em realmente memorável."

"Vários anos atrás, nós na Santa Monica começamos a jornada de criar um novo God of War. Todos nós reconhecemos a honra especial e a responsabilidade de criar uma experiência diferente, melhor e mais memorável do que antes. Eu percebi logo no início que nós teríamos que fazer mudanças em todos os aspectos do jogo."

"Eu sabia que nós não queríamos simplesmente fazer um reboot da franquia, começar de novo recontando a história. Eu queria reimaginar o gameplay, dar aos jogadores uma nova perspectiva e uma nova experiência ao mesmo tempo em que mergulhássemos mais profundamente na jornada emocional de Kratos para explorar o drama que se desdobra quando um semideus imortal toma a decisão de mudar."

"Para Kratos, essa mudança significa quebrar o ciclo de violência, desconfiança e engano que sua família, o panteão grego, perpetuou por tanto tempo. Esse ciclo levou a uma série de péssimas decisões - os terríveis acordos com Ares, o assassinato de sua família e uma espiral de loucura, ira e sede de vingança que culminaram na épica destruição do Olimpo."

Nenhum comentário:

Postar um comentário